Escolinhas de Kart do Paraná mostram talentos no Brasileiro

As escolinhas de kart do Paraná mostraram talentos na primeira fase do 52º Campeonato de Kart, que se encerra hoje no Kartódromo Beto Carrero World, em Penha, Santa Catarina. Thiago Dalan Ferreira e Nicolas Romanhole, de Londrina, disputaram a categoria Cadete; e Firas Wassim Fahs, de Foz do Iguaçu, a Mirim.

Romanhole largou em 32º e depois de duas provas classificatório, conquistou o 16º lugar na Final. Thiago largou em 30º e na Final obteve o 15º lugar.  A Cadete contou com 45 participantes.

Romanhole esta a Escolinha de Kart de Londrina há dois anos e no ano passado disputou a Copa Brasil, em Cascavel, neste ano se sagrou campeão do Paranaense Light. Este foi seu primeiro Brasileiro.

Já Thiago Dalan Ferreira disputou sua primeira competição nacional e considerou a experiência importantíssima sua o futuro. “S sempre falei ao meu pai que o campeonato seria muito difícil, mais nada è impossível. Agradeço a Deus, e a todos que torceram por mim e só posso lhes dizer muito obrigado”, diz Thiago.

Samuel Ferreira, diretor da Associação dos Kartistas da Região de Londrina (AKRL) diz que os resultados conquistados por Romanhole e Thiago é uma recompensa ao trabalho da Escolinha e mostra que o futuro do kartismo londrinense está nos investimentos da base. “Foi uma surpresa para a gente porque eles não conheciam a pista e o Thiago só tinha treinado em Londrina, O objetivo era aprender porque o nível do Brasileiro é muito elevado. O Thiago chegou a fazer 21 ultrapassagens em uma das provas classificatórias”, acentua Samuel.

Foz do Iguaçu

Firas Wassim Fahs (foto) representou a Escolinha de Foz do Iguaçu. Ele esta no kart há sete meses e disputou pela primeira vez o Campeonato Brasileiro, competindo na categoria Mirim. Ele largou em 15º e conquistou o 12º lugar na primeira prova; na segunda largou em 12º e recebeu a bandeirada em sexto. Na soma das duas, obteve o nono lugar para a o grid da Pré-Final, quando conquistou o quinto lugar. Na Final, largou 10º e chegou a andar em quinto, quando levou um toque, o que levou a perder várias posições. Recuperou e terminou em sexto.

Wassim Fahs, pai de Firas, diz que por pouco não veio um pódio na estreia do Brasileiro. “O Firas foi bastante cumprimentado por pessoas que vivem o dia a dia do kart brasileiro. Estamos contente com sua performance e principalmente por ele ter enfrentado uma competição nacional e encarar piloto já com boa experiência com desenvoltura”, completa Wassim Fahs.

A Escolinha de Kart de Londrina administrada pela AKEL, com incentivo da RBC Preparações, dentro do Projeto Piloto do Futuro. Já a Escolinha de Foz do Iguaçu é comandada pelo Automóvel Clube de Foz do Iguaçu. Ambas têm o apoio da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Deixe uma resposta