Chevrolet comemora 500 largadas na Stock Car

Marca que produziu modelos icônicos do esporte a motor brasileiro é a mais tradicional apoiadora da categoria 

 

Opala, Omega, Vectra, Astra, Sonic e Cruze: a linhagem da Chevrolet na Stock Car Pro Series é longa e repleta de sucesso. Marca que impulsionou a fundação da categoria, em 1979, a Chevrolet foi pioneira com o Opala, o modelo mais longevo do principal campeonato do automobilismo na América do Sul. Quarenta e dois anos depois, a marca continua sua participação com o Cruze, carro que é o atual campeão da Stock Car Pro Series com o piloto Ricardo Maurício.

No próximo domingo (19), em Goiânia, a Chevrolet comemorará 500 largadas na categoria que reúne estrelas internacionais e os principais pilotos do esporte a motor brasileiro. Com seis modelos diferentes, a Chevrolet venceu 32 dos 42 títulos colocados em disputa até 2020.

“A Chevrolet ajudou a escrever o principal capítulo do automobilismo brasileiro, que é a trajetória da Stock Car. Sem a Chevrolet, não teríamos a Stock como ela é hoje. Fãs e profissionais brasileiros devem muito a essa marca”, resume Fernando Julianelli, CEO da Vicar, empresa promotora da Stock Car. “Até hoje, em todo o Brasil, há vários clubes de colecionadores de Opala, Omega, Vectra etc, que relacionam muito de sua paixão por esses veículos à história que escreveram na pista com a Stock Car. É uma relação que mescla o carinho e admiração por determinado modelo com as lembranças de grandes façanhas no esporte. E é isso o que constitui a paixão que move o fã do automobilismo”, completa Julianelli.

Para a Chevrolet, o marco de 500 corridas realizadas simboliza uma trajetória de compromisso com o automobilismo brasileiro e de parceria com a Stock Car. “A ligação da Chevrolet com as corridas de automóveis é quase centenária e vem desde a criação da empresa. Um dos fundadores da marca, Louis Chevrolet, era projetista, mecânico e piloto”, destaca Hermann Mahnke, diretor executivo de Marketing da GM América do Sul. “Temos muito orgulho de ser a primeira marca a alcançar 500 corridas e de ter contribuído para que a Stock Car se transformasse na categoria do automobilismo nacional preferida do público e de grandes pilotos”.

Primeira corrida – O Opala foi o modelo base da Stock Car em sua fundação. A primeira corrida aconteceu no dia 22 de abril de 1979, no ainda jovem Autódromo de Tarumã, na Grande Porto Alegre. Com vitória do paulista Affonso Giaffone Júnior, a prova já reunia um valoroso grupo de jovens que se tornariam ídolos através da Stock Car. Era os casos de Raul Boesel, que dali seguiria o caminho da Fórmula 1, e os futuros campeões Paulo Gomes, Alencar Júnior e os irmãos Affonso e Zeca Giaffone.

O reinado do Opala durou até 1993, considerando quatro anos no qual foi a base para o Protótipo Opala (veja tabela abaixo). O próximo modelo a ingressar na Stock Car foi o Omega, um grande sucesso da Chevrolet que permaneceu como carro-base de 1994 a 1999.
A seguir veio o Vectra, modelo que foi a sensação da categoria em dois períodos: de 2000 a 2003 e, depois, de 2009 a 2011. Ao todo, o Vectra competiu na Stock Car Pro Series por sete temporadas, sendo o segundo modelo mais longevo da história da categoria.

Entre as duas fases do Vectra, o modelo Astra disputou e venceu corridas de 2004 a 2008. O Sonic entrou na pista entre 2012 e 2015, sendo substituído pelo atual campeão, o Cruze, a partir de 2016. Ao final de 2022, o Cruze empatará com o Vectra como o segundo modelo mais longevo da Stock Car, com sete temporadas, perdendo apenas para o fundador da categoria, o Opala, que soma doze campeonatos.

Período – Modelo
1979 a 1986 – Opala
1990 a 1993 – Protótipo Opala
1994 a 1999 – Omega
2000 a 2003 – Vectra
2004 a 2008 – Astra
2009 a 2011 – Vectra
2012 a 2015 – Sonic
2016 a 2021 – Cruze

Contatos
Rodolpho Siqueira / Bruno Vicaria
(11) 9 5472 0163

Deixe uma resposta