Bolsonaro e presidente do Paraguai lançam obra da segunda ponte em Foz

Cerimônia aconteceu no Marco das Três Fronteiras, próximo ao local da construção.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, lançaram no início da tarde desta sexta-feira (10), no Marco das Três Fronteiras, em Foz do Iguaçu, a pedra fundamental para a construção da segunda ponte internacional sobre o rio Paraná.

A via, orçada em mais de R$ 456 milhões, será do tipo estaiada e fará a ligação entre a região do Porto Meira, área sul de Foz do Iguaçu, e a cidade paraguaia de Presidente Franco, ao sul de Ciudad del Este.

Leia Também: Saiba como será a Ponte da Integração em Foz do Iguaçu.

A obra será custeada com recursos da usina de Itaipu, desembolsados ao longo dos três anos de trabalhos. A previsão de inauguração da ponte, que deve ser exclusiva para o tráfego de veículos pesados, é o segundo semestre de 2022.

O pacote de investimentos inclui a construção da rodovia Perimetral Leste, para tirar o tráfego de caminhões do Centro de Foz do Iguaçu. A rodovia fará a conexão direta entre a futura Ponte da Integração, a Ponte Tancredo Neves (Brasil/Argentina), BR-469 e BR-277.

Histórico: ouça os discursos no ato de lançamento da segunda ponte.

O gerenciamento da construção estará a cargo do Governo do Paraná, por meio de termo de delegação firmado com o Departamento de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Em seu discurso, o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, garantiu que a obra, que está no papel desde 1992, será efetivamente construída. “Ninguém mais inaugura promessas. E Itaipu sabe disso”, afirmou. “Muito obrigado a todos por confiarem na energia de Itaipu”.

Já o governador do Paraná, Ratinho Junior, destacou a importância da ponte para transformar a região fronteiriça e o oeste paranaense em um hub de integração logística, tendo como meta a formação de um corredor bioceânico conectando Paranaguá, no litoral do Atlântico, ao porto chileno de Antofagasta, no litoral do Pacífico.

Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai, ressaltou a importância do entendimento com o governo brasileiro e enviou uma saudação aos paraguaios que acompanhavam a cerimônia, da outra margem do rio, no local onde ficará a cabeceira paraguaia da nova ponte.

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, relembrou os tempos em que serviu o Exército no estado do Mato Grosso do Sul e conheceu o povo paraguaio, demonstrando sua afeição ao país. Bolsonaro concluiu o discurso dizendo que pretende voltar para inaugurar a obra.

FONTE: RCI

Deixe uma resposta