Por maior desconto, pilotos da Cascavel de Ouro antecipam inscrições individualmente

Corrida longa mais tradicional do automobilismo paranaense e firmada no cenário nacional como uma das mais aguardados de cada temporada, a Cascavel de Ouro terá no dia 18 de novembro sua 32ª edição no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel. Distribuindo premiação recorde de R$ 150 mil entre os pilotos, a prova reunirá pilotos de todas as regiões do país em duplas e trios revezando carros da categoria Marcas & Pilotos 1.6.

A organização da Cascavel de Ouro estipulou três períodos específicos de três meses, cada, para inscrição dos pilotos na corrida de novembro. “Como várias das equipes já têm seus pilotos definidos, estipulamos um período mais amplo para inscrições. Os que se inscrevem primeiro têm um desconto maior na taxa”, destaca o piloto Edson Massaro, promotor da prova. “As equipes que se inscreveram, inclusive, já estão escolhendo os boxes que vão ocupar”.

A taxa de inscrição fixada no regulamento desportivo da 32ª Cascavel de Ouro é de R$ 5 mil por carro e independe de serem dois ou três participantes. Inscrições feitas entre 1º de maio e 31 de julho acarretarão desconto de R$ 500 sobre o total regulamentar. A partir de 1º de agosto não haverá descontos.

“Um artifício que é permitido pelo regulamento e que vários pilotos têm aproveitado para assegurar esse desconto é a inscrição de apenas um nome”, diz Massaro. “Como há os casos em que ainda não existe definição quanto às duplas ou aos trios, o carro é inscrito com apenas um piloto, existindo prazo até 31 de julho para que a equipe indique o nome do outro piloto do carro. Os que adotaram essa tática também garantiram o desconto de mil reais”, continua.

Primeira equipe confirmada, a CenterBus-Sambaiba inscreveu três GM Celta na disputa, cada um com um piloto inscrito: o gaúcho Fernando Júnior no número 6, o paulista Betão Fonseca no 60 e o cearense Adriano Rabelo no 66. O time deverá reeditar suas duplas de 2017, com Júnior e o também gaúcho Clemente Moroni no carro 6, Fonseca e Ribeiro no 60. Assim, o carro 66 ficaria reservado a pilotos que serão anunciados nas próximas semanas.

Há mais casos de inscrições feitas de forma individual. O mineiro Thiago Tambasco, que fará sua estreia com o GM Onix número 46 da gaúcha Fast Racing, é um deles. “A definição do parceiro vai acontecer com critério e sem pressa”, ele diz. Os paranaenses Lúcio Seidel, com o Ford Fiesta número 177 da Seidel Preparações, e Guto Baldo, com o GM Corsa número 74 da Sivel, são outros que já optaram pela inscrição sem indicação inicial de parceiros.

INSCRIÇÕES
A premiação recorde prevê o pagamento de R$ 100 mil aos vencedores da Cascavel de Ouro, que terá transmissão ao vivo e na íntegra na televisão e na internet. O segundo lugar valerá R$ 20 mil. O terceiro receberá R$ 12 mil, enquanto o quarto terá direito a R$ 8 mil e o quinto, a R$ 5 mil. A pole position também valerá um prêmio de R$ 5 mil. O troféu dos vencedores, ainda em fase de desenvolvimento, incluirá uma serpente confeccionada em ouro maciço.

A ficha de inscrição para a 32ª Cascavel de Ouro pode ser solicitada por pilotos e equipes pelo e-mail cascaveldeouro2018@gmail.com ou ainda pelo número celular (45) 9 9937-1052, também disponível para WhatsApp. A ordem de inscrição garante aos participantes preferência na escolha dos números dos carros e dos boxes. Os regulamentos técnico e desportivo estão disponíveis no site da Federação Paranaense de Automobilismo (fpra.com.br).

 Grelak Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *