VALTTERI BOTTAS VENCE EM ABU DHABI. E 2018 JÁ COMEÇOU

Por Castilho de Andrade

Na vitória tranquila de Valtteri Bottas no GP de Abu Dhabi, última corrida do ano, os três primeiros colocados largaram e terminaram na mesma posição. Não fosse a quebra de Daniel Ricciardo pouca coisa mudaria entre os dez primeiros colocados. As equipes já estão preocupadas com a temporada do ano que vem e Abu Dhabi, na prática, abriu o que virá em 2018.

O resultado da prova atendeu a todos os interessados. Valtteri Bottas redimiu-se da falta de mais competitividade na corrida de Interlagos; Lewis Hamilton, já tetracampeão, subiu mais uma vez ao pódio e Sebastian Vettel garantiu o vice-campeonato. Felipe Massa despediu-se na zona de pontos depois de, no sábado às duas penas, conseguir classificar-se para o último turno da tomada de tempos. Duelos mesmo só mesmo n o pelotão de trás. E, durante certo tempo, entre Fernando Alonso e Felipe Massa. Desta vez o espanhol acabou levando a melhor e ficou em nono.

O vencedor Valtteri Bottas não pode ser responsabilizado pela falta de mais emoção. Ele foi perfeito no final de semana. Cravou a pole em uma volta perfeita, liderou toda a corrida e quando Lewis Hamilton demonstrou alguma disposição e lutar pela vitória, Bottas respondeu à altura. E Lewis Hamilton, depois de queimar os pneus duas vezes, conformou-se com o segundo lugar.

E 2018 vem aí. Os treinos que serão realizados na terça e quarta desta semana em Abu Dhabi poderão confirmar Robert Kubica como substituto de Felipe Massa (a única preocupação da Williams ainda é a condição física do piloto polonês). A questão do halo e o limite de três unidades motrizes para 2018 ainda serão intensamente debatidos durante os testes coletivos.

A TV Globo, que possui os direitos exclusivos de transmissão para o Brasil, centrou a transmissão da corrida no que poderá acontecer em 2018: a disputa entre os tetracampeões Lewis Hamilton e Sebastian Vettel para chegar ao quinto título e igualar a marca do mítico argentino Juan Manoel Fangio. Mas julgo que Fernando Alonso, com McLaren/Renault, e Max Verstappen, com Red Bull, poderão atrapalhar essa disputa.

Sette Câmara – O mineiro Sérgio Sette Câmara deu um passo importante para chegar à Fórmula 1 em 2019. O piloto assinou contrato com a equipe Carlin, que volta à Fórmula 2 no ano que vem. Câmara terá como companheiro de equipe o inglês Lando Norris, campeão da F3 europeia e piloto de testes da equipe McLaren. Ainda no caminho da F1 está Pietro Fittipaldi, neto do bicampeão mundial Émerson Fittipaldi. Campeão da World Series em 2017, Pietro poderia aparecer como piloto de testes em uma equipe no ano que vem.

 

 

Castilho de Andrade é jornalista especializado em automobilismo e Diretor de Imprensa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

fonte: https://www.gpbrasil.com.br

Deixe uma resposta