SINDICATO DOS JORNALISTAS REPÚDIA INTIMIDAÇÃO A REPÓRTERES NO ACAMPAMENTO PRÓ-LULA

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor) repudia, veementemente, a atitude do presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, que na tarde do dia 28 quis impedir que uma equipe de reportagem da RIC PR realizasse a cobertura no Acampamento Lula Livre. O repórter Marc Sousa e o repórter-cinematográfico Diogo Cordeiro tiveram que justificar sobre o que se tratava a reportagem antes de prosseguir com a gravação. O SindijorPR entrou em contato com a coordenação do movimento, que explicou se tratar de uma ação isolada. Disse ainda que não compactua com a intimidação a jornalistas. O acampamento tem assessoria orientando imprensa e tem conversado constantemente com jornalistas para garantir a segurança no local. O Sindicato é intransigente na defesa do livre exercício profissional. A entidade reitera que não aceita qualquer tipo de intimidação, cerceamento ou censura ao exercício da profissão. Como compromisso, o SindijorPR vai, junto à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), cobrar esclarecimentos em relação ao ocorrido. O Sindicato lembra ainda que tem atuado junto à categoria e aos representantes dos movimentos favoráveis e contrários ao ex-presidente Lula, sempre no sentido de prestar orientações para que o trabalho dos jornalistas ocorra em segurança.

Fonte: Sindjor Pr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *